Links Internos: Evite ser penalizado

Muita coisa aconteceu desde que Google saltou os bichinhos para passear.

Muitos blogs perderam posições e muitos negócios que estavam no topo caíram de vez.

Isso é fato.

Todos nos que estamos dentro do mundo dos blogs conhecemos alguém, direta ou indiretamente que foi impactado pelo zoológico de Google.

O Pinguim, entre os vários analises que faz, olha para os links internos que você tem em seu blog e ele pode penalizar você caso esteja fazendo coisa errada.

Coisa errada com links internos?

Sim, você pode estar fazendo algo errado e pode ser penalizado. Mas, não se preocupe que nesse artigo vou te esclarecer como funciona, o que deve e o que não deve fazer para que todo fique tranqüilo com seu blog, combinado?

google-pinguino

A questão é conseguir links

Vejo muita gente preocupada em conseguir links. É quase um mesmo formato de atuação:

  • Pesquisam por “Como gerar tráfego”
  • Encontram SEO (não terei que pagar anúncios, que legal!)
  • Buscam por “que é SEO” e conhecem os “fatores de rankeamento”.
  • Encontram MUITA GENTE falando que um dos fatores mais importantes é link building.
  • Aprendem que tem que fazer links internos e links externos.
  • Começa uma busca sem fim para encontrar as “melhores formas” para ganhar links.

É assim que muitos atuam. Sei disso porque diariamente me perguntam sobre “quais as melhores formas de fazer link building”.

O primeiro que deve entender é que existem dois tipos de links.

Links Internos, que são os que apontam para artigos dentro de seu blog.

Links Externos, que são links de outros sites que apontam para seu blog.

Basicamente é isso, mas, nesse artigo vamos falar dos links internos, que são os links que você pode e deve controlar e da melhor forma de administrá-los para não ser penalizado pelo Google. É claro que você pode evitar qualquer transtorno se soubesse como fazer SEO, essa é uma forma garantida de estar tranquilo e de conseguir muitas visitas de forma natural.

O que Google quer?

Simples, ele quer entregar conteúdo de qualidade e relevante para seu usuário de forma natural.

Isso quer dizer que quanto mais valor você agregue com seu conteúdo mais chance terá de Google olhar para você. Agora, se Google busca entregar conteúdo de forma natural, porque muitos querem forçar o fato de aparecer no Google?

Olhe para Google como se fosse uma mulher. O que a maioria das mulheres gostam em um homem? A sinceridade, a naturalidade, que sejam eles mesmos.

Isso é o que seu blog tem que ser para Google. Seu blog tem que entregar valor de forma natural. Sem forçar nada.

O que quer Google - Links internos

Como NÃO fazer links internos

Então agora que já sabe o básico dos links internos e o que Google quer na hora de entregar os resultados nas suas pesquisas vou te dizer como não deve fazer links internos.

Até aqui acredito que deve ter ficado claro, mas vamos exemplificar.

Imagine que você tenha uma página que quer posicionar.

Logo, você escreve vários artigos e desde esse momento você coloca um link da página que quer posicionar em TODOS os artigos. Estejam ou não relacionados.

O que você acha que Google vai pensar quando veja seu blog?

Sim, que você quer forçar a otimização!!

A conseqüência é evidente, você será penalizado.

É por isso que você deve cuidar muito bem de seus links internos, eles tem que estar relacionados a seu conteúdo e, o mais importante, eles tem que entregar valor ao usuário.

A forma correta de fazer links internos

O Google quer que os usuários tenham uma experiência agradável. É isso que você tem que entregar também.

Se você quer aparecer no Google, o mínimo que deve fazer é seguir suas regras, não é tão complicado quando você faz um bom SEO. Eu esclareci todo isso logo de conhecer o SEO para WordPress.

Quando você escreve um artigo sobre “Turismo no Brasil” e nesse artigo você apresenta como opções para turismo as praias do Brasil e esse termo “praias do Brasil” leva para um artigo que fale sobre isso, você está ajudando ao seu usuário. É isso que Google quer que você faça.

E se nesse artigo de praias do Brasil, você fala sobre as melhores opções para mergulho no litoral brasileiro e leva para um artigo que fale sobre isso, você além de agradar ao Google e ajudar o usuário, vai fazer com que seu blog se torne relevante para esse usuário

O tempo médio de duração de visitas irá aumentar, sua taxa de rejeição irá diminuir e Google olhara seu blog com bons olhos.

Conclusão

Resumindo o artigo, você não tem que tentar, você TEM que ser natural ao fazer links internos.

Isso será bom para você, para seu leitor e para Google. Todos ganham!

É muito simples fazer as coisas corretas quando você tem o conhecimento certo.

Receba grátis o Ebook SEO para WordPress

Alejandro Salinas Cépeda

Peruano e Empreendedor digital. Alejandro é Autor convidado do Fabiopessoa.com.br e gosta de testar diferentes formas de ter negócios na internet, de escrever e de compartilhar conhecimento através do blog.

Website: http://www.projetoempreendedor.com

37 Comentários

  1. Olá, Alejandro , Ou Fabio Pessoa.

    Eu estou com uma duvida sobre este conteúdo.
    Eu fiz um artigo dentro do meu Blog.
    Este artigo é: Top 20 os Melhores artigos.
    E neste artigo eu coloquei 20 links de artigos do meu blog .
    Será que isso afeta meu Blog? por ter 20 links do meu blog um só artigo?

    • Olá Pedro,

      Eu analisei esse seu artigo, só recomendo que você não repita o link, deixe somente o que fica “Clique Aqui para ver o Artigo Completo” e retire o do título!

      Mais uma coisa o conteúdo que você descreve cada artigo seja único (o que é isso?) não conste no artigo assim evita conteúdo duplicado!

      Abraço espero ter ajudado!

  2. Olá Fábio.
    Cumprimento-o pela excelência do conteúdo desse seu artigo.
    É mais uma forma de nos ajudar realmente. Parabéns.
    Caro Fábio. Só para aproveitar, vi em seu site anúncio do MailChimp. O que me diz desse produto? Está no mesmo nível do Aweber, Get Responder etc?
    Preciso definir em breve um auto responder para o meu blog.
    Muito obrigado, de coração.
    Fortíssimo abraço
    Nalberto

    • Olá Nalberto,

      Primeiro aguarde o próximo artigo que é um tutorial de mailchimp, OPS deixe dica do meu próximos artigo rsrsrsrs

      Então vamos lá, eu uso o mailchimp, pensei em sair e ir para o Getresponse mais resolvi ficar nele!

      Vou falar em valores do mais cara para o mais barato!

      Aweber é o mais cara e dizem o melhor!

      Mailchim é mais barato e muito bom também.

      GetResponse é mais barato testei e não gostei, mas é questão de gosto!

      Aguarde o artigo!

  3. Olá, Fábio
    Ótimo artigo! Porém fiquei preocupado.
    Tenho alguns blogs onde deixo na barra lateral em todas as páginas de artigos e também na página inicial uma lista de links.
    Dá uma olhada, por favor…http://jp-viagensecaminhos.blogspot.com.br/
    Isto deve estar me prejudicando!

    • Jair tudo bem?
      Olha, eu dei uma olhada no seu blog e tenho alguns pontos para te falar:
      1. Um banner de um curso para ganhar dinheiro num blog de viagens? Não é relevante, não tem nada a ver. São nichos totalmente diferentes. Cuide disso.
      2. Você tem dois pesquisas para passagens. Isso também não é relevante. Imagina o Google tendo 2 caixas para pesquisar conteúdo. Cuide disso também.
      3. Você colocou um monte de links para diferentes artigos, eu pergunto: será que isso é natural e relevante? é melhor ir direcionando ao usuário para seu conteúdo dentro de outros conteúdos. Por exemplo: você fala de Perú (alias, espero que tenha gostado do meu pais 🙂 ) e dentro desse artigo você fala que visitou Aguas Calientes (ai faz link que leve para o artigo de Aguas Calientes). Isso é mais natural, entendeu?

      Abraços,

      • Olá, Alejandro,
        Obrigado pelas dicas.
        Quanto ao teu país, sinto saudades!

        Abraço!

  4. Olá Fábio!
    Excelente artigo, parabéns ao Alejandro e a você pela iniciativa de abordar um tema em que existem muitos erros de entendimento.
    Só faltou um detalhe, e gostaria da sua abordagem, pois creio ser importante, que é falar sobre o Link ser Follow e Nofollow.
    No mais, tudo perfeito!
    Grande abraço!

    • Laércio, obrigado pelo comentário!
      Então, quando você faz link interno é porque está redirecionando ao usuário para algum conteúdo dentro de seu próprio site. Te pergunto: Qual é o sentido de dizer para o Google que um de seus próprios links não é confiável? Então, acho que não tem muito sentido colocar nofollow para fazer link interno.
      Abraços,

  5. Marilucia Santos

    Estava ansiosa por este artigo, pois fiquei meio preocupada e, estar fazendo algo errado. Li os comentários anteriores, mas o que acha de colocar dentro dos posts listar 3 relacionados ao assunto, tipo veja tambem: ai lista alguns artigos. Ou então colocar na sidebar o link de algum artigo que considere importante.

    No mais, me esclareceu alguns pontos.

    Parabéns pelo artigo, Salinas!

    • Marilucia!
      Tudo bem? Desde que todo seja feito de forma natural não tem problema… Você pode sim recomendar um artigo.. o tema é quando você quer forçar as coisas para otimizar seu blog. Esse é o ponto: fazer o mais natural possível, nesse momento, deve esquecer do Google e pensar no usuário.

      Abraços,

  6. Rufião

    Boas dicas. Mas vou dar uma dica pra você ter mais credibilidade Alejandro (só vou falar porque você é estrangeiro e parece uma pessoa bem inteligente): procure fazer uma correção ortográfica e gramatical antes de publicar, as pessoas não são tão compreensivas quanto a erros desse tipo, e frequentemente elas exageram negativamente o significado desses erros e associam a falta de competência.

    Mas gostei bastante do conteúdo.
    Dado que você não é falante nativo do Português, fica apenas como dica mesmo. Vocês me ajudam, eu procuro retribuir.
    😉

    • Rufião Muito obrigado pelo toque.
      Realmente me ajuda muito isso porque faz com que possa melhorar meu português…
      Só pode me falar exatamente onde estão esses erros que você fala? assim eu presto maior atenção.

      Obrigado!

  7. Olá Alejandro!

    Se fôssemos resumir tudo em uma frase seria: “você TEM que ser natural ao fazer links internos”. É verdade. O engraçado é que, numa conversa entre dois amigos, tudo é natural, o que decorre da amizade entre ambos. Porém, muitos se esquecem disso na hora de relacionar os links internos.

    Parabéns pelo artigo!

    Espero continuar aprendendo com vocês, pois tenho muitas dúvidas sobre SEO, principalmente, quando envolve administrar o Google Webmasters.

    Valeu.

  8. Denilson Andrade

    Olá, Fabio Pessoa! Sei que a minha pergunta não é exatamente o foco desse maravilhoso artigo, mas é sobre link a minha dúvida. Estou iniciando como afiliado de produtos digitais e muito ouço falar que o Google não gosta de links de afiliados. Vejo que alguns blogueiros e afiliados experientes redirecionam o seu prospect da seguinte forma. Exemplo : http://nomedoblog.com/produtoX ( Na verdade há um redirecionamento para a página de vendas do produto X que por sua vez tem aquela URL nada amigável como por exemplo a do Hotmart. A pergunta é: Esse redirecionamento é feito através do Cpanel simplesmente criando um diretório no domínio e redirecionando para o meu link de afiliado ou é utilizado algum plugin? Parabéns pelo seu trabalho!

    • Olá Denilson,

      Primeiro onde ouviu isso que o Google de links de afiliados?

      Vamos a sua dúvida, quem faz isso é um plugin chamado Pretty Link ele muda a URL para você e ainda te mostra quantos cliques teve nela!

      Abraço!

  9. Olá Fábio, parabéns pelo artigo.

    Gostaria de saber a respeito de links internos no rodapé. Entendi a questão de precisarem estar dispostos de forma natural, no entanto, o rodapé pode servir como um guia para o usuário, assim como funciona o menu superior. É dessa maneira que o Google identifica esses links?

    Caso sejam repetidos em todas as páginas, mesmo estando dentro da tag , pode haver algum tipo de ‘penalização’ ou queda no ranking?

    Abraço.

  10. Tudo bem Fábio.

    Excelente artigo… Você acha que até mesmo a “Assinatura no final de cada post” contendo o link da página inicial do site pode ser penalizado?

    Grande abraço,

  11. Olá Fábio,

    Excelente artigo, aliás recebi esse artigo porque assino sua lista de email, o que é uma técnica que realmente funciona (aprendi aqui também).

    No meu blog (http:\\www.eeeitacoisa.com.br) tenho do lado esquerdo (o que facilita a visualização dos usuários) uma lista de links com os posts mais recentes e também uma lista com os posts mais acessados do mês, um total de 20 links internos. Será que o Google me puniria por essa quantidade de links internos?

    Abraço
    Marcos

    • Olá Marcos,

      Não pois você colocou esses links na side bar pra facilitar seu leitores!

  12. Tira uma duvida amigo por ex: se eu estiver falando de um software e colocar o link para esta pagina do software vai causa algum impacto no meu blog. Amigo se você poder me ajudar ficaria grato pela ajudar .

    • Joilson,

      Não tem problema algum se você está falando do software para seu leitor nada como mostrar ele como chega nele!

      Abraço!

  13. Parabéns Alejandro pelo artigo e Fabio pelo blog,

    Eu li o artigo e achei muito bakana, acredito que muito do SEO, esta relacionado a ajudar o leitor do blog a encontrar conteúdo relevante,

    Só fiquei com uma duvida, ao clicar no nome do Alejandro no topo do blog, sou redirecionado para a home page, e no outro da categoria, vou direto para categoria logico..

    Mas a questão é o seguinte, vejo estes links em outros blogs dentro do artigo ou fora como feito, e sempre são blog estabelecidos como o seu,

    A pergunta é:_além de fazer este links comentado pelo Alejandro, fazer um link para home page, outro para categoria e um para o site de autoridade,

    isso vai ajudar no posicionamento do meu site?

  14. Muito legal as dicas Fábio! Tenho pesquisado muito sobre as propostas que envolvem um site otimizado e com maiores chances de ser melhor posicionado no Google.

    Acredito que SEO além de possibilitar ” visitas gratuitas”, também trás um tráfego qualificado, no meu caso as taxas de conversão são maiores, sem falar a bounce rate!! Portanto, links internos são um ponto a ser considerado! 😉

    Obrigado mais uma vez pelos artigo Fábio, grande abraço!

  15. Boa noite, gostei muito do seu artigo, sou novo nesta área, bem e obvio que tenho muitas duvidas, e na verdade meu blogger tem 03 dias de nascido e foi prematuro, bem o blogger tem como conteúdo principal receitas dicas para dietas, se eu falo sobre uma receita e abaixo dela eu posto um link que direciona o leitor para um vídeo do youtube de outra pessoa, que demostra como preparar esta receita, minha duvide e, eu posso ou não fazer este procedimento, estou ou não infringindo alguma norma do Google, sei que parece primário, mais não achei nem um tópico esclarecendo este assunto.
    Desculpe algum erro de gramatica, percebi que seus leitores ou concorrentes levam muito a serio este critério.

    • Olá João,

      Não tem problema usar assim, mais recomendaria que invés de deixar o link, coloque o vídeo na página assim seu leitor não precisaria sair para do seu site para assistir, com isso você conseguiria manter mais tempo o usuário em seu site!

      Abraço

  16. Ótimas dicas meu amigo!

    As vezes por coisas bobas que não sabemos acabamos sendo penalizados pelo Google.

    O blog é referencia para mim quando o assunto é SEO para Worpdress, parabéns!

    Grande Abraço e Sucesso!

  17. Raul

    Boa dica… Isso nos fazer mover mais ainda em direção ao que é de mais precioso em SEO atualmente, a qualidade do conteúdo que Você publica. Obrigado pelas Dicas !

    Sucesso ao Blog !

  18. Caraca! Dicas tops de SEO. Me ajudou muito.

    Estou esperando por mais artigos. Obrigado!

  19. Samuel Beneli

    Rapaz esse Alejandro Salinas Cépeda é fodão mesmo kkkk, um dia desses estava com dúvidas como fazer Estrutura SILO no meu blog, fiz a pergunta no grupo do face logo o Alejandro me respondeu, e agora ele vem com esse super artigo que complementa minhas dúvidas que estava até agora, muito obrigado meu amigo, e a você também Fábio 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *